O maior evento de videogames e computadores do mundo quebrou recorde de participantes este ano.

Durante quatro dias, a Gamescom, que é aberta ao público, reuniu mais de 500 mil pessoas e 877 expositores de todo o planeta, os maiores números da historia do show.

Entretanto mesmo com centenas de fãs ansiosos perambulando pelo gigantesco Kölnmesse e seus 11 pavilhões, a empolgação era muito menor. Ao contrário dos anos anteriores, a Gamescom 2016 não teve coletivas de empresa e grandes anúncios foram poucos e infrequentes. Com a Microsoft, a Nintendo e a Sony decidindo não preparar grandes apresentações, o foco ficou em demos e pequenos anúncios de jogos que haviam sido revelados anteriormente.

Mesmo com a expectativa e o mistério ao redor do PlayStation Neo (oficializando pela Sony), do Project Scorpio e do Nintendo NX, as fabricantes decidiram esconder as cartas e não divulgar nada de novo sobre os próximos consoles. Parece que anúncios mais significativos estão reservados para eventos específicos.

Já a Tokyo Game Show, que tem dois dias dedicados para o público geral (contra quatro da Gamescom), recebeu 194.288 visitantes na edição de 2008. Por fim, a E3 deste ano, em que participam apenas convidados da indústria e a imprensa, teve 41 mil pessoas presentes.


Deixe uma comentário